Arquivo do mês: abril 2013

Dia Mundial do Livro e dos Direitos Autorais

Hoje é comemorado mundialmente o Dia do Livro e dos Direitos Autorais. A comemoração teve início na Catalunha, Espanha, mas em outra data. Ele era celebrado desde 1926 no dia 07 de outubro como uma comemoração ao nascimento de Miguel de Cervantes, um escritor espanhol.

Posteriormente a data foi atribuída pela Unesco – Organização das Nações Unidas para a educação, a ciência e a cultura – em 1995 para conscientização da importância dos livros e da leitura em nossa sociedade, e também em comemoração a todos os autores importantes que faleceram na data (como William Shakespeare e Miguel de Cervantes). Além disso, a data é importante para que os jovens tenham conhecimento de que a leitura é na verdade um prazer e passem a incorporar a prática ao dia a dia.

Dia_mundial_do_Livro2

Em nota, a diretora geral da Unesco, Irina Bokova, ressaltou que “este dia propicia uma oportunidade para refletirmos juntos sobre maneiras de melhor disseminar a cultura da palavra escrita e de permitir que todos os indivíduos, homens, mulheres e crianças, tenham acesso a ela, por meio de programas de alfabetização e de apoio a carreiras em publicações, livrarias, bibliotecas e escolas”.

Lançamento na Livraria da Vila

Na segunda-feira, dia 22 de abril, a partir das 18h30, acontecerá na Livraria da Vila o lançamento do livro Literatura, violência e melancolia, de Jaime Ginzburg.

release literatura violencia e melancolia

O livro propõe-se a fazer um trabalho realizando uma convergência entre duas perspectivas. A primeira consiste em mobilizar o conhecimento acadêmico com o propósito de estimular a pesquisa sobre as relações entre violência e cultura, mais especificamente, entre violência, melancolia e literatura. Para isso, serão trazidas ideias de diversas áreas, como teoria da literatura, filosofia, ciências sociais, psicanálise, política e história. Um dos campos preferenciais de interlocução deste livro corresponde a estudantes de letras e ciências humanas e professores da rede escolar interessados em desenvolver estudos sobre violência e cultura. A segunda perspectiva é exibir elementos para debater questões propostas pelo momento atual e pelo passado recente, no que se refere à presença da violência na sociedade contemporânea.

O evento será realizado na unidade da Vila Madalena, que fica na Rua Fradique Coutinho, número 915.

literatura_violencia_melancolia3

Para mais informações entre em contato com a Autores Associados por meio do telefone (19) 3789-9000 ou a Livraria da Vila pelo fone (11) 3814-5811.

A história do Dia da Mentira

O dia 1º de abril é mundialmente conhecido como o Dia da Mentira, mas vocês sabem o porquê desta data ser comemorada?

Imagem

Na França a data marcou o fim do ano novo que era comemorado no dia 1º de abril e não em 1º de janeiro. Com o fim das comemorações no primeiro dia de abril, quando o rei Carlos IX adotou o calendário gregoriano, muitas pessoas não aceitaram a mudança e continuaram a comemorar em abril, o que gerou muitas gozações. Eram enviados presentes e convites de festas inexistentes.

As brincadeiras se espalharam pelo Inglaterra e depois para o mundo todo, disseminando assim o Dia da Mentira.

Aqui no Brasil a propagação do 1º de abril ganhou força em Minas Gerais por causa de um periódico chamado A Mentira, que começou a circular em 1º de abril de 1828 com a notícia de que D. Pedro havia falecido, o que foi desmentido no dia seguinte. As publicações seguiram até o ano de 1849.

 

Fonte.